Voltando ao Blog !

Olá a todos os leitores, e visitantes.

Natal e Ano Novo chegando, e aqui estou eu, novamente, pra tentar deixar o blog ''em dia''.
Primeiramente, obrigado pelas visitas.. realmente, o blog mudou muito desde o começo do ano, e isso eu devo à vocês que tem usado o blog como pesquisa, estudo, e mais...!
Fiquei um bom tempo sem postar aqui no blog, e por vários motivos; estive estudando e trabalhando MUITO (os meus amigos sabem bem disso - e a minha namorada também =[ ), mas a partir dessa postagem, voltarei a atualizá-lo frequentemente.

E a primeira atualização será nos áudios do Pozzoli Rítmico e o Pozzoli Melódico. Várias pessoas me cobraram e continuam cobrando isso, tanto aqui no blog como pessoalmente.

Por fim, quero desejar a todos os meus ''assíduos leitores'' um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo. Que este ano possamos aproveitar as oportunidades melhor do que fizemos em 2011. Que Deus abençoe a todos.

Fernando Britto

Trio em C maior - Fernando Britto

 Piano Trio in C Major by Fernando Britto by Fernando Britto



Fernando Britto 
Fernando Britto Fernando Britto é regente, pianista, e blogueiro de plantão. Cursando composição na FIAM-FAAM , está sempre à procura de novos horizontes, antenado para as oportunidades.
Saiba mais aqui...

Bach - Minuet in G Major, BWV Anh. 114 [Advanced Piano Tutorial]

Postagem dedicada à alguns alunos meus.

Assim como eu penso..

‎"It occurs to me that I read a biography of Mozart early on, wich inspired me to write my compositions without the help of an instrument."
Arnold Schoenberg, 1931

Arnold Schoenberg: Pai da Música Moderna

Interessante entrevista sobre a música de Schoenberg e sua contribuição à 'criação' da música moderna, ou à sistematização da música do início do séc. XX. (inglês)

Musicalização infantil - como ensinar música para crianças!

Muitos me perguntam como ensinar música para crianças. E é uma pergunta muito interessante, porque mostra a preocupação do profissional em relação à formação musical da criança.
É fato que existem diversos métodos para ensina musical infantil, mas a grande pergunta é: qual é o melhor, ou ainda, qual é o mais adequado para cada situação?
-->
Embora seja um assunto musical, é quase impossível falar de musicalização sem falar em psicologia. A psicologia, hoje, nos permite entender e compreender os diversos problemas que enfrentam pessoas de todas as idades, crianças, jovens, adultos, quando se trata de aprender música.
Deve-se lembrar que a música é uma arte que mexe com todo o cérebro, ou seja, envolve o que chamamos de 'lado racional' e 'lado emocional'. Ao racional, estão as funções de rítmico (métrica, ou medições métricas); relações de alturas, intensidade, timbre, duração dos sons (propriedades fundamentais do som),

Nino Rota - Romeu e Julieta

Nino Rota, para muitos, foi um dos maiores compositores de música cinematográfica de todos os tempos, estando ao lado de Ennio Morricone, John Williams, Jerry Goldsmith, entre outros.
Neste caso, uma música bem conhecida dos fãs desse gênero. A música dispensa comentários.

Para os amantes de música de cinema (e música 'melosa' de cinema.. rs). Eu gosto, e recomendo:

Pozzoli Rítmico em Áudio - 1ª à 9ª Série

LINK PARA O DOWNLOAD ATUALIZADO AQUI: Áudios do Pozzoli para Download

Olá. Mais um post sobre o Pozzoli Rítmico.

É muito simples utilizar o player abaixo: na barra principal, você econtra o botão PLAY, para ouvir o áudio.
Você ouvirá uma pequena vinheta e uma voz feminina lhe dirá qual exercício você vai escutar. Os áudios estão gravados no som de Piano e há um metrônomo no fundo, marcando os 'pulsos'.
Abaixo, a lista dos exercícios com o número da série e especificações sobre a fórmula de compasso. Basta clicar no áudio que você quer ouvir e ele carregara na barra principal; clique no PLAY e ouça. Ou, faça o download do áudio para ouvir depois clicando em DOWNLOAD.
Espero que gostem.

CD de Polifonia Primitiva - Missa da Páscoa

Está aí mais um CD de música antiga. Este é uma coletânea de peças, montando uma missa de páscoa em polifonia primitiva. O encarte do CD é bem confuso, e não especifíca muito faixas e nomes correspondentes, portanto, vou postar aqui o encarte como está, e quem descobrir o que 'ele significa' me explique depois em comentários.


Download


POLIFONIA PRIMITIVA                                                                                   
MISSA DA PÁSCOA

A
POLIFONIA PRIMITIVA

1. 000 Sit Gloria
2. 007 Rex Coell
3. 016 Alleluia
4. 062 Regi Rebum Glorioso (s. XI)
5. 073 Agnus Dei (org. livre s. XII)
6. 095 Seneacentes mundano Filio
7. 135 Benedicamus
8. 150 Rex Imenso
9. 180 LEONINUS MAGISTER (s. XII)
Polif. Alleluia Paacha Nostrum
    a)    Organum Duplum - Alleluia 
    b)    Org. Duplum - Paacha Nostrum
    c)     Moteto a/ Nostrum
    d)    Org. Duplum - Immolatus
    e)    Moteto ''Ave Maria'' a/ clausula Immolatus
10. 293 Congaudeent - Conductus
11. 239 Cláusula ''Hec Dles''
12. 404 PEROTINUS MAGIST. (s. XIII)
Organum triplum - Alleluia Cláusula ''Mors''
13. Moteto ''Virgo Povit''
14. Conductus ''Christs Veritat'' 


B
MISSA DA PÁSCOA

1. Antifona - ''Pueri Hebraeórum''
2. Introito - ''Resurrexl''
3. KYRIE
4. GLORIA
5. Gradual - ''Hec dies''
6. Alleluia - ''Pascha Nostrum''
7. Sequencia - ''Viectimae Paschall''
8. CREDO
9. Offertório - ''Ascendit''
10. SANCTUS
11. PATER NOSTER
12. AGUNUS DEI
13. Communio - ''Pascha Nostrum''
14. Ite Missa Est
15. Troppo de Kyris



Fernando Britto 
Fernando Britto Fernando Britto é regente, pianista, e blogueiro de plantão. Cursando composição na FIAM-FAAM , está sempre à procura de novos horizontes, antenado para as oportunidades.
Saiba mais aqui...

Guido 1.03 - Software para Percepção Musical

Nas minhas buscas por programas de estudo musical, encontrei um bem simples e interessante. é o Guido 1.03. Ele utiliza os sons MIDI do pc, o que faz o programa ser leve e rápido (sem travamentos).

As funcionalidades desse programa são:
  • Modo 'Estudo', no qual o usuário pode ouvir os intervalos, modos ou acordes selscionados para o teste;
  • Qualquer combinação ou combinações de exercícios;
  • Modo de 'teste seletivo', onde você pode estudar um único intervalo, modo, acorde ou altura absoluta, em comparação com os outros.
  • Indicação 'on line' de acertos/erros (requer configuração, mas eu não consegui);
  • O computador 'aprende' os erros do estudante, insistindo nos intervalos, modos ou acordes que apresentaram maior dificuldade.
Espero que aproveitem bem.
Bons estudos!




Esclarecimentos sobre as TÉTRADES

Na música (tonal), tétrades são acordes de 4 sons. O mais usual é dizer que tétrades são tríades com uma sétima (dissonância) acrescida, porém existem formações que possuem uma 9ª (dissonância) e, por sua vez, uma nota é retirada da tríade, fazendo com que tenhamos um acorde com 4 sons, e na verdade 2 dissonâncias.
Recentemente em um post eu falo sobre os acordes de três sons: as tríades, no violão e no teclado.


Teclado x Violão - Qual devo escolher?



Mas vamos falar um pouco sobre as tríades com sétima.
Hoje, no nosso ouvido do séc. XX (porque séc. XX nos soa como atual, embora estejamos no séc. XXI), os acordes com sétimas, as tétrades, já são muito bem assimiladas. Seja na 'música erudita' moderna, ou contemporânea, ou na 'música popular', jazz, entre outros, esses acordes estão presentes quase 100% - e em alguns movimentos, 100%.
Porém, ainda assim muitos encontram dificuldade quando analisam esses acordes com mais atenção. Realmente, são muitas informações em uma única tétrade, mas vamos tentar simplificar essa análise.

Vejamos primeiro, como pode se apresentar um acorde de sétima:
Existem (basicamente) 3 sétimas possíveis em uma tétrade: a sétima maior; a sétima menor; e a sétima diminuta.
Vamos nos ater às duas primeiras agora.

Uma tétrade possui as mesmas qualidades de uma tríade, ou seja, pode ser maior, menor, aumentada, ou diminuta. Mas quando adicionamos as sétimas, esses acordes podem sofrer algumas alterações.
Finalmente, é possível classificar - de uma maneira bem simples - as tétrades em 3 categorias: sétimas maiores, sétimas menores, e sétima diminuta. Fica assim essa divisão.

ACORDES COM SÉTIMAS MAIORES

  • O acorde pode ser: maior com sétima maior; menor com sétima maior.

Existe também o acorde aumentado com sétima maior, mas falaremos dele em outra oportunidade.

ACORDES COM SÉTIMAS MENORES
  • O acorde pode ser: maior com sétima menor; menor com sétima menor.


Essas duas classificações são referentes aos acordes maiores e menores, porém faltam as tríades diminutas com sétima. Da mesma forma como os de cima, são simples. Existem dois tipos de tétrades diminutas: os meio diminutos e os diminutos (diminuto completo).

A tétrade diminuta sempre tem por base a tríade diminuta, ou seja, o acorde formado por duas terças menores sobrepostas:


Nesse tipo de acorde, podemos ter dois tipos de sétimas: a sétima menor ou a sétima diminuta.


Ao primeiro acorde dado acima (com sétima menor), damos o nome de meio diminuto, e o segundo, chamamos de tétrade diminuta (diminuto completo).

Espero ter esclarecido as dúvidas dos estudantes de (princípios de...) harmonia.
Qualquer dúvida, pergunta, sugestão, postem um comentário.

Bom estudo!



Fernando Britto 
Fernando Britto Fernando Britto é regente, pianista, e blogueiro de plantão. Cursando composição na FIAM-FAAM , está sempre à procura de novos horizontes, antenado para as oportunidades.
Saiba mais aqui...

Esclarecimentos sobre as inversões de acordes

Olá queridos leitores. Hoje, falaremos de um assunto muito interessante (para os músicos de plantão.. rs): inversões de acordes.
Em primeiro lugar, é preciso compreendermos os 'nomes' frequentemente usados quando abordamos este assunto. São alguns deles: posição do acorde; inversão do acorde; acorde com baixo invertido; entre outros. Então, esclarecendo os nomes:
  • Posição do acorde: sempre que o acorde está sendo tocado, sejam as notas que estão em baixo (no baixo) a fundamental do acorde (nota que dá o nome ao acorde), a terça, ou a quinta, todas são diferentes posições do acorde. Ou seja, em um acorde de três sons (tríade), teremos então 3 posições. Ficam assim no acorde de dó maior:
1º posição: DÓ - MI - SOL
2º posição: MI - SOL - DÓ (com a terça no baixo)
3º posição: SOL - DÓ - MI (com a quinta no baixo)

  • Inversão do acorde: diferente da 'posição' que um acorde pode estar, a inversão é quando 'invertemos' a ordem das notas do acorde (óbvio..). Portanto, temos o estado fundamental do acorde (quando a primeira nota do acorde está no baixo) e apenas 2 inversões. Ficam assim no acorde de dó maior:
Estado Fundamental:  DÓ - MI - SOL (com a fundamental do acorde no baixo)
1º Inversão: MI - SOL - DÓ (com a terça no baixo)
2º Inversão: SOL - DO - MI (com a quinta no baixo)

  • O termo 'acorde com baixo invertido' é justamente uma inversão, ou seja, um acorde em que o baixo está fazendo qualquer nota deste acorde que não seja a sua fundamental. Por exemplo, quando tocamos um Sol Maior, e o baixo está tocando a nota SI, então, é um acorde com  o baixo invertido, tocando a terça do acorde.

''Mais sobre os acordes e suas inversões, aplicações, e utilização no próximo post.''
Até logo.

OSESP ao vivo e OnLine


A OSESP (Orquestra Sinfonica do Estado de São Paulo), inova e começa a utilizar novos recusos da mídia digital para ampliação do seu público. A estréia será com a maestrina Marin Alsop, que assumirá a direção da orquestra a partir de 2012.
Texto tirado do site da OSESP:
A Osesp inova e, pela 1ª vez, irá transmitir ao vivo, pela internet, um concerto de sua temporada.O projeto utiliza a tecnologia para aproximar a música clássica de um público cada vez maior, ideal compartilhado pela Osesp e pelo Governo do Estado. Contando com o patrocínio do Itaú Personnalité, numa parceria já consolidada na promoção da cultura.A estreia será com a regente Marin Alsop, titular da Osesp a partir de 2012 e grande entusiasta do uso das novas mídias para a ampliação das plateias.
Diretora musical da Sinfônica de Baltimore, Marin Alsop assumirá o cargo de regente principal da Osesp em 2012, por um período inícial de cinco anos. Nascida em Nova York, formou-se na Universidade Yale e cursa o mestrado na Juilliard School. 
Primeira mulher a ser premiada com o Koussevitsky Conducting Prize do Tanglewood Music Center, foi aluna de Leonard Bernstein. Como regente convidada, apresenta-se regularmente com a Filarmônica de Nova York, a Orquestra de Filadélfia, a Sinfônica de Londres e a Filarmônica de Los Angeles. Regeu vários outros importantes conjuntos orquestrais, incluindo a Orquestra Real do Concertgebouw, a Zurich Tonhalle, a Orquestra de Paris e a Orquestra Sinfônica da Rádio Bávara. Em 2003, foi a primeira artista a receber, no mesmo ano, o Conductor`s  Award, da Royal Philharmonic Society, e o título de Artista do Ano, da revista Gramophone. Em 2005, foi a primeira regente a a receber a prestigiosa bolsa da Fundação MacArthur. Sua extensa discografia inclui as sinfonias completas de Brahms com a Orquestra Filarmônica de Londres. 
O concerto acontecerá neste sábado (27), às 16h e 30, e será transmitido ao vivo no site Concerto Digital.

ASIMO - O avanço robótico

Asimo!
Este é o nome do modelo mais bem sucedido da robótica mundial. Provavelmente inspirado em um dos maiores escritores da literatura de robôs: Isaac Asimov.
Este modelo, que a HONDA produziu e apresentou na última conferencia no Japão, no início do ano, mostrou desempenho em muitos aspectos em relação às seus anteriores. Tanto na corrida, como chutando uma bola, ou mesmo subindo e descendo escadas, o novo ASIMO está mais próximo do que conhecemos dos 'filmes' do que outros modelos.
A HONDA pretende ampliar a produção para que os cidadãos tenham em suas casas um ASIMO próprio, que ajude nas tarefas domésticas ou até mesmo como um companheiro no dia-a-dia.
Vale a pena conferir esta tecnologia.



Músicas para casamentos

Músicas geralmente usadas em casamentos, cerimonias civis ou religiosas, ou até mesmo (algumas delas) em coquetéis ou jantares especiais.




Fernando Britto 
Fernando Britto Fernando Britto é regente, pianista, e blogueiro de plantão. Cursando composição na FIAM-FAAM , está sempre à procura de novos horizontes, antenado para as oportunidades.
Saiba mais aqui...

Moto Perpetuo - Edu da Gaita

Moto Perpetuo in C major, Op. 11


Pra quem já viu e ouviu essa música interpretada pelos mais diversos instrumentistas e instrumentos, ta aí uma brilhante interpretação na GAITA. Difícil demais viu..!

Video propaganda - produção de Fernando Britto




Fernando Britto 
Fernando Britto Fernando Britto é regente, pianista, e blogueiro de plantão. Cursando composição na FIAM-FAAM , está sempre à procura de novos horizontes, antenado para as oportunidades.
Saiba mais aqui...

Documentário Stephen Hawking - Master of the Universe

Olá a todos os leitores do blog. Hoje estou postanto um vídeo nada musical, porém, não menos interessante. Trata-se do documentário sobre o grande astrofísico e cosmólogo Stephen Hawking. Como estou meio sem tempo de escrever por mim mesmo, vou postar um resumo do seu trabalho de um site de minha confiança. É importante ressaltar que Hawking é hoje uma mentes mais brilhantes do mundo sendo suas teorias fundamentais para o avanço da física quântica e para os estudos do universo e suas origens. Abaixo, o texto:

'...combinou a teoria da relatividade com a mecânica quântica para descrever as propriedades dos buracos negros. Hawking nasceu em Oxford, na Inglaterra. Embora tivesse aprendido a ler somente aos oito anos de idade e seu desempenho como aluno não fosse excepcional, Hawking decidiu tentar uma carreira em cosmologia, o estudo do universo como um todo. Freqüentou a Universidade de Cambridge e, pouco depois de seu 21º aniversário, recebeu o diagnóstico de esclerose lateral amiotrófica (ELA), também conhecida como mal de Lou Gehrig. Os médicos não ofereciam cura ou tratamento para a doença. Apesar desse empecilho, ele continuou com seus estudos e recebeu o título de Ph.D. em 1966.
Em suas pesquisas, Hawking investigou os buracos negros, objetos muito mais densos do que qualquer coisa já estudada na física. Os buracos negros são formados por enormes estrelas que esgotam seu combustível nuclear e caem para um ponto de volume zero e densidade infinita. A velocidade de fuga em um buraco negro é maior que a velocidade da luz, portanto os buracos negros só podem ser detectados por seus efeitos gravitacionais sobre objetos próximos. Os físicos não tinham a matemática necessária para lidar com a matéria nessas condições. Hawking percebeu que, devido à grande massa dos buracos, a teoria da relatividade de Einstein tinha que ser usada, mas como seu tamanho era mínimo, eles também seguiam as regras de mecânica quântica.
Hawking indicou que os pequenos buracos negros talvez tivessem sido produzidos na época do Big-Bang – termo usado pelos cientistas para o momento em que o universo foi criado. Em 1974, seus estudos mostraram que a energia podia escapar dos buracos negros. Buracos negros menores podiam evaporar, e o processo era tão rápido que eles podiam explodir e emitir partículas na forma de radiação térmica – a chamada radiação de Hawking.'                              (www.ahistoria.com.br)

O download do documentário está aqui apenas redirecionado de seu site de origem. (em duas partes)
Links para download abaixo:
MEGAUPLOAD - Parte 1
MEGAUPLOAD - Parte 2

Stephen Hawking - Master of the Universe


PRA QUEM NÃO ENCONTROU A LEGENDA EM PORTUGUÊS DESTE DOCUMENTÁRIO, ESTÁ AÍ UMA ALTERNATIVA EM ESPANHOL.
Legenda ESP


O vídeo e a legenda tem de ser vistos pelo programa KMPlayer (download do KMPlayer).



Abraço a todos os amantes da Física e da Física Quantica.

MÚSICA DE CINEMA


Esta semana estarei estreando uma nova parte no meu blog: Música de Cinema.
Trarei entrevistas, vídeos, making-of de compositores, também documentários e muito mais.
Pra quem gosta de Trilha Sonora, e dos grandes nomes da música cinematográfica de hoje, e outras épocas também, será bem vindo.
Abaixo, um exemplo de materiais que estarei postando na nova seção do blog:

Escrever partituras e edição de partituras no programa Finale - Dúvidas Resolvidas (tutorial)


Qual músico hoje não conhece esses softwares para edição de partituras: Encore, Finale, Sibelius... ?
Realmente, esses programas nos ajudam e muito quando precisamos escrever partituras, arranjos, ou até mesmo composições.
O Encore foi o mais usado por um bom tempo. Sendo de fácil manuseio, mas com poucos recursos, este programa auxiliou músicos e produtores em seus trabalhos. Porém, outros programas surgiram, e com novos recursos, melhor desempenho e outras coisas mais.
Embora hoje tenhamos muito mais acesso à vídeos e tutoriais que nos explicam como utilizar esses softwares, muita gente ainda tem dificuldade em encontrar as respostas para suas perguntas quando se trata de assuntos mais específicos nesses editores.
Como o Finale é provavelmente o mais difundido desses poderosos editores de partituras, estarei disponibilizando um tutorial muito bom (em ingles) deste mesmo programa. Basta descompactar o arquivo, que está em Winrar (download do Winrar aqui), e depois colar tudo numa única pasta. Pronto. Abra o arquivo que está em Flash e ele te direcionará para os tutoriais, que estarão numa lista de menu.

Abaixo, o link direto para o download. 
Espero que gostem.

Clique na imagem para baixar.

A nova rede social do Google!

A empresa, dona de uma das grandes redes sociais, o Orkut, lança uma nova rede. É o Google Plus, ou somente Google+.

O projeto, sucessor do Orkut, da mesma empresa, seria uma tentativa de desbancar o Facebook, a rede que mais pessoas 'curtem' altualmente.
Com um visual muito mais atraente que o do principal rival, o Google Plus promete, pelo que a apresentação mostra, ser muito mais prático, e com novos recursos, como conversas pela webcam e a formação de 'Círculos' de amigos (enquivalente aos Grupos do Facebook).
O serviço já está disponível e é muito fácil participar. Basta utilizar a sua conta Google, ou criar uma, e pronto. Voce encontra pessoas para seus Círculos a partir de e-mails que voce possua ou até mesmo por uma busca por nome ou e-mail.

Confiram o vídeo abaixo que mostra um pouco dessa nova rede social.

'Lego-style' - Otimizando o espaço do apartamento

Christian Schallert usa toda a sua inventividade e criatividade para transformar seu pequeno apartamento de 24m² em um 'espaço muito maior'.

Fernando Britto - Atualizações nas Redes Sociais

Olá a todos os leitores do Blog. Quero dizer que estou atualizando as minhas redes sociais, assim como também colocando vídeos novos no youtube e outros sites.
O blog aguarda novidades para esse segundo semestre.
Aguardem.

Como encontrar músicas facilmente para baixar

Não sei se este post vai ser o mais 'badalado' aqui do blog, afinal, hoje em dia todo mundo sabe baixar coisas da internet, sejam músicas, filmes, fotos, e outros.
Mas a verdade é que a grande maioria não encontra facilmente o que procura.
Já que eu mesmo, e os leitores do fernandobritto.blogspot.com estão, na maioria, envolvidos com música, é sobre este tema que iremos falar hoje.

É fato que existe 'mil e uma' maneiras para se fazer a mesma coisa neste mundo digital de hoje, só que muitas vezes não sabemos os lugares certos onde procurar. A busca se torna lenta, cansativa, e isso quando não nos leva a desistir de procurar o que precisamos! Então decidi colocar nesse post alguns dos que eu considero bons sites e blogs para se baixar músicas e até mesmo álbuns completos.

4shared.com
Esse aí todo mundo conhece. É um site muito divulgado na net já, e a grande maioria baixa músicas e albuns dele.
Pra quem gosta de uma busca mais detalhada, vale observar o link logo abaixo do local de busca:
Abaixo da caixa de pesquisa existe a opção Search Options. Clicando lá, voce poderá escolher o tipo de arquivo, a região ou lingua do arquivo e outras opções.

RAPIDSHARE
Pra quem tem paciência de procurar numa lista quase infinita o que está procurando, este é o melhor site. O rapidshare, assim como o 4shared, é um site de compartilhamento de arquivos, mas com a vantagem de ter cadastrado nele não só usuários, mas blogs e até mesmo sites de downloads. No rapidshare, voce está na 'fonte' de downloads de vários endereços da web.
Para acessar, voce deve digitar no Google a palavra rapidshare:
Depois disso, é só clicar em Busca no Rapidshare que ele vai diretamente para a parte de compartilhamento de arquivos.

IN BACH WE TRUST
O inbachwetrust.blogspot.com é um blog interessante, mas não tem 'tudo' que um profissional ou estudante de música de concerto precisa. Mesmo assim, o blog oferece repertório variado e albuns completos, sempre com a ficha técnica e informações sobre a gravação e outras coisas mais. Tem também alguns documentários muito legais, e o tamando do arquivo não passa de 700 MB.

Todos esses endereços são bem conhecidos, mas existem outros muito bons. Postarei neste mesmo post outros sites legais que eu encontrar.
É isso aí. Pra quem quiser tirar dúvidas ou sugerir mais alguns sites ou blogs interessantes, deixem seus comentários.


Um dia triste para o Japão

Se hoje, sexta-feira 11 de março, o dia em São Paulo começou ensolarado, no Japão tivemos o inverso.
Uma onda gigante (tsunami) atingiu o arquipélago japones, deixando centenas de mortos e milhares de feridos. Não quero trazer uma reportagem, mas sim meus sinceros sentimentos para com um país que eu admiro tanto.
Infelizmente, qualquer palavra pode ser dispensada perante as imagens tão tristes do vídeo abaixo.

Links de downloads com problemas?


"Vida Longa e Prospera"!

É com um jargão 'extra-terrestre' (frase de Spock, na série Jornada nas Estrelas), que venho até vocês para dizer olá e também dizer que estou arrumando os links que estão com problemas. Até agora ouvi reclamações de dois links: o livro de História da Arte - Gombrich; e mais alguma patitura que tenho que dar uma olhada.

Na verdade, além de arrumar esses links, colocarei alguns links mais, tanto partituras, como livros, e também umas 'surpresinhas' pra ajudar quem está com dificuldade em Apreciação Musical, Ritmica, e até mesmo em Ditados Melódicos/Rítmicos.
Mas isso é assunto para a próxima postagem.

Fico por aqui, e me despeço com um simples TCHAL, ou XAU (pra quem preferir a NetLíngua*).

Abraço a todos.

''ÓPERA E ANIMAÇÃO'' - A dupla dinâmica?

Quem nunca ouviu a famosa ária: Fígaro, Fígaro, Fígaro... É provavelmente umas das árias mais famosas do mundo das grandes óperas (e das pequenas também - sem pejorativos).
Pois agora, essa ária, de uma das óperas mais conhecidas, O Barbeiro de Sevilha, do compositor italiano Gioachino Rossini (1792-1868), está em cartaz com uma nova roupagem.
Essa é a proposta da Companhia Brasileira de Ópera: utilizar mecanismos como o cinema, animação e tecnologia, para renovar o cenário operístico no Brasil.
A produção tem como regentes e produtores o maestro Abel Rocha, o maestro Victor Hugo Toro e John Neschling, e terá a sua 17º edição esse final de semana, no sábado (26), em Santo André, no Teatro Municipal.


O espetáculo utilizará cantores e animação, onde a interação destes dois deverá ser muito precisa, utilizando uma técnica chamada watchout, onde uma pessoa pode controlar a velocidade da animação.

Coleção Folha Grandes Óperas



Lá vem a Folha com mais uma coleção de ''música clássica''.
Com enfoque no repertório de ópera, a coleção é mais completa do que aparentava nas propagandas.

Cada livro/cd, ou fascículo, vem com no mínimo 2 cd's de áudio, ou seja, a ópera completa em áudio. Mas alguns poderiam dizer: de que serve o áudio se eu além de não entender o que está sendo contado, não estou vendo as cenas?

Pois é aí que a Folha acertou. A cada livro, contendo seus respectivos cd's, vem com especificações muito interessantes, como por exemplo: uma pequena biografia do autor da ópera; lista dos cantores, maestro e orquestra da gravação; sinopse da ópera (um resumo da história). E o mais importante: o libreto da obra.
Ou seja, agora você além de ouvir a ópera no seu iPod, mp4, mp5 (ou outro desses mp's da vida), você terá os detalhes das cenas de cada ato, e também os textos que são cantados na peça em sua lingua original, e, ao lado, a tradução para o português.

Finalmente, pra quem não conhecia as histórias que compõem as principais óperas do repertório de concerto, terá a oportunidade de conhecer, além de ter em mãos (ou nos ouvidos.. rs), grandes gravações, e grandes cantores.

Exercícios de Teoria Musical - Marisa Ramires e Sérgio Luiz


Pra quem não conhecia, esse é um bom livro de teoria musical.

A sexta edição, que adquiri faz um dia, está muito boa, e com cd de exercícios e exemplos acompanhando.

Logo no início do livro, encontramos um texto do falecido compositor brasileiro Almeida Prado. Ele faz uma análise muito rápida mas completa do que o livro representa e pode vir a representar para todos os alunos, ou mesmo músicos profissionais, que o possuem.

Completo em seu conteúdo, o livro trata desde assuntos iniciais de teoria musical, passando por estudo das claves, tonalidades, regras de escrita, transposição de melodias, sempre com uma abordagem simples e concisa dos elementos fundamentais da música.

Os Autores

Marisa Ramires Rosa de Lima é mestre em Música pela Universidade Estadual Paulista, UNESP, em São Paulo. Também é Bacharel em Composição e Regencia e em Violão pela Faculdade de Artes Alcantara Machado, FAAM, em São Paulo.
Atualmente é professora na universidade FAAM.

Sérgio Luiz Ferreira de Figueiredo é Doutor em Educação Musical pela Royal Melbourne Institute of Technology - RMIT University, Austrália. Também, mestre em Educação Musical pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre; Bacharel em composição e regencia pela FAAM, São Paulo.
Atualmente é professor da Universidade do Estado de Santa Catarina, além de atuar como regente de coro e camerista, como pianista.

Interprétation...

Barroco, romantismo, impressionismo... Afinal, como era essa música? Como saberemos qual o 'som da música barroca', da música dita 'música antiga'.
Não é novidade que a interpretação é um dos temas mais discutido hoje, em música. São tantos os interpretes, e ''interpretes de interpretes'', que quase nada - ou tudo - é confiável. O importante mesmo é compreendermos a concepção geral de cada movimento, de cada período. Entender a verdadeira caracteristica de cada momento da história da música é a verdadeira missão do interprete; missão essa que dizemos, muitas vezes, ter sido alcançada por este ou aquele músico. 
Infelizmente, a distancia temporal não nos permite saber com exatidão como soava determinada música. A única coisa que podemos fazer é ouvir, ouvir, e, sem nenhum julgamento, comparar as que mais nos agradam.

Suíte para violoncelo nº2 - III - Courante

Daniil Shafran



Mstislav Rostropovich




Mischa Maisky

''A vida tem trilha sonora''